A História em quadrinhos

Tem muita gente que acaba adquirindo uma certa birra só de ouvir a palavra “História” – essa, com H maiúsculo. Deve ser reflexo da maneira enciclopédica e impositiva como a disciplina é ensinada nas escolas. Porque é difícil acreditar que alguém possa simplesmente não ter o menor interesse por entender como as coisas aconteceram e se desenvolveram até desembocarem naquilo que somos hoje.

Quadrinhos de André Toral

Quadrinhos de André Toral

Mas concordo que desmistificar esse academicismo e, ao mesmo tempo, continuar sendo didático, inteligente e fiel aos fatos é uma tarefa difícil. Ao tentar apresentar o conteúdo de forma mais agradável, corre-se o risco de ser simplista.

Dia desses encontrei um exemplo ideal de História bem contada, desses que dá vontade de mostrar para todo mundo, para que sirva de exemplo. A Editora Conrad lançou recentemente Os Brasileiros, um álbum de quadrinhos do historiador e antropólogo André Toral. São sete histórias que se passam em distintos períodos – da época da extração do pau-brasil até o século 20 – e que têm como protagonistas integrantes da população indígena brasileira.

É leitura fácil, deliciosa e, ao mesmo tempo, uma maneira clara e autêntica de recontar sob outra ótica alguns fatos que, apesar de terem formado nossa civilização, nós somente conhecemos assim, de ouvir falar, pela versão oficialesca. Nesta entrevista, Toral conta um pouco mais das ideias por trás de Os Brasileiros e anuncia que já tem no forno outro livro do mesmo estilo. Ótima notícia! Se todos aprenderem o passado por meio de publicações assim, tenho certeza que o presente e o futuro serão diferentes.


Posts Relacionados

  • Dos doces pelotensesDos doces pelotenses O jeito mais legal de conhecer a História, com H maiúsculo, é vê-la refletida em pequenas histórias e situações que acontecem no nosso […]
  • Beijo vermelho com gosto silvestreBeijo vermelho com gosto silvestre Amor, Amora, Amoreira. Boca pintada de beijo vermelho. Gosto doce, silvestre, único… No Brasil é uma fruta silvestre - […]