Al-fajor

No tempo em que ir pra Argentina era mais parecido com ir para a Europa, era comum ver os brasileiros voltarem de lá com a tradicional caixinha amarela de alfajores Havanna dentro da sacola do Free Shop. Hoje, em tempos em que nossa economia é bem mais forte e o câmbio nos favorece, esse pequeno luxo já não é tão difícil de realizar, mesmo porque a marca já chegou ao país, com suas charmosas lojas e cafés. Mesmo assim, essas pequenas tentações continuam sendo um excelente presente, para os que, como eu, amam esse gostinho bem latino-americano.

Na verdade, a origem do alfajor não vem do lado de cá do Atlântico. Seu nome vem do árabe al-hasú, que significa “o recheado”.  Ou seja, chegou à América Latina, como muita coisa, por meio dos espanhóis, que, por sua vez, herdaram o doce das tradições da gastronomia muçulmana, durante a Idade Média.

Seja como for, o alfajor é um símbolo culinário de vários países, além da Argentina. Uruguai, Chile, Paraguai e Bolívia têm suas versões. Em comum, as receitas têm um recheio bem doce entre duas bolachinhas banhadas em chocolate.

Uma leitora do Basilico, onde assino uma coluna mensal, me escreveu contando que, influenciada pela cultura uruguaia, montou uma empresa de alfajores artesanais em Porto Alegre, a Andalucía Alfajores Superiores. Ela faz seis sabores de mini-alfajores: o tradicional segue ipsis litteris a versão dos pampas e o resto é criação da Rosana. O recheio, como vocês podem imaginar, é feito com o autêntico dulce de leche uruguaio. Na versão caixa sortida, os produtos da Andalucía se parecem com os franceses macarons. Lá no Carlota fazemos um mini-alfajor para o café, com uma receita do chef Miguel Hernandez de Lima, versão peruana desta iguaria latina.

O restaurante Martín Fierro, aqui em São Paulo, faz uns de maizena, bem fresquinhos. E, para quem não resiste à boa e velha caixa amarela, os importados Havanna estão cada vez mais presentes por aqui. Entonces, a disfrutar!


Posts Relacionados

  • Deleite de lecheDeleite de leche Além da carne e do mate, a Argentina tem no doce de leite um daqueles seus produtos nacionais que encantam todos os paladares. E, em todos […]
  • Amar(anto) é…Amar(anto) é… Eu deveria postar este vídeo e não dizer mais nada. Mas, como vocês já sabem, não consigo não emitir algumas opiniões, ainda mais […]