Gororoba da boa

gororoba

Semana passada, quando estive em Porto Alegre, visitei um amigo que gosta de se aventurar na cozinha. E o faz muito bem, por sinal. Minha visita era para tomar um singelo chá e colocar a conversa de trinta anos em dia, mas… acabou em degustação de iguarias feitas por ele, entre elas um delicado pesto, uma geleia de myrtilles, beringelinhas recheadas em conserva… e a mais enigmática das receitas, uma espécie de chutney/geleia de butiá.

Provei e não consegui descobrir de jeito nenhum do que era feita a tal geleia, brincadeira interessante em se tratando do paladar. Esta fruta, carnuda e com uma gande semente no miolo (semelhante a um pêssego), vem da palmeira butiá, muito encontrada no Sul do Brasil e nos países hermanos vizinhos. Ainda é muito pouca usada na nossa culinária. Só havia provado uma vez um arroz aromatizado com ela, e também curtida em pingas pelos pagos (campos, em gauchês) da região.

O doce misterioso do meu amigo Pablo Fabián, que mantém um blog que eu adoro, aliás, foi batizado por ele com o singelo nome de Gororoba de butiás. Sei que não é fácil, mas se um dia você, por um desses acasos que a vida apronta, se deparar com um butiá, já vai saber o que fazer com ele…


Gororoba de butiás (por Pablo Fabián)gororoba_2

Ingredientes
– Butiás (uma bacia cheia – um cacho inteiro)
– Açúcar cristal (seis colheres de sopa)
– Muita dedicação

Preparo
Descascar os butiás e deixá-los descansar com o açúcar por uns 20 minutos para soltar o caldo. Cozê-los (no próprio suco em fogo brando) em panela de cobre, de preferência, mexendo de tanto em tanto para não queimar no fundo. Depois de 30 minutos de cozimento, moer a mistura com o mixer (dentro da própria panela) e passar por coador com ajuda de colher de pau. Um cacho inteiro rende cerca de 300 gramas. Bem guardado na geladeira, dura meses.


Posts Relacionados

  • Qual o estilo?Qual o estilo? A minha passagem por Porto Alegre foi mais do que bem aproveitada. Além de cozinhar no Gastro-pop e rever pessoas muito queridas, fui ao […]
  • Brigadeiro à GomesBrigadeiro à Gomes Este post é inspirado numa dica que dei lá no Carlota Express, minha coluna lá na Mit FM. Era sobre a Brigadeiro Doceria & Café, […]