Quiz com Mariana Valentini

mariana_valentin
A Mari sempre comenta que fui sua primeira chefe, mas talvez ela não saiba como me orgulho disso e de tudo o que ela fez depois da experiência de dois anos de estágio na cozinha do Carlota. Em 2003, ela já era chef do Cafe Journal, depois passou uma temporada na Itália, voltou, trabalhou no La Risotteria do Alessandro Segato e, como não poderia deixar de ser (e nós agradecemos), no final de 2008, foi experimentar em sua própria casa: o Valentina.

Lá podemos ver seus conhecimentos tanto da culinária italiana tradicional como da contemporânea e ficar de perto com sua simpatia na hora de explicar cada prato, inspiração, receita… Não à toa, ela também está na TV, no Cozinha Caseira, da Fox Life. Menina de talento que sabe o que quer. Se deixe seduzir.

1 – O que vem primeiro: sabor, cheiro ou visão?
O cheiro. Algumas vezes ele faz como desenho animado… te leva pelo nariz.

2 –  Gula é mesmo um pecado?
Acho difícil… Ter prazer com as coisas é um dos principais indícios de felicidade!

3 –  Comer bem é uma espécie de devoção?
Com certeza. Devoção ao arrepio na espinha, devoção a bons momentos. Fundamental na vida.

4 –  Cite três sonhos do seu paladar.
O arroz doce da minha mãe (nem com ela ao meu lado consigo fazer igual), a geleia de tomate verde aqui do Valentina (aprendi num castelo na Toscana) e o camarão crocante do Carlota. Salivo só de pensar.

5 –  Qual a sua lembrança mais antiga de um prazer à mesa?
O arroz doce da minha mãe. Acho que foi quando comecei a descobrir minhas papilas!

6 –  Tradição ou rupturas na cozinha?
Meio a meio. Tradição para a gente aprender e descobrir as raízes, o começo de tudo. E ruptura para exercitar a criatividade. Criar com embasamento, claro.

7 –  O que não pode faltar na geladeira?
Coisas que facilitem a vida. Uma conserva de berinjela por exemplo. Dá para comer de madrugada, com um pão, bem na frente da geladeira aberta. Vira também um molho para massa, acompanhamentos etc.

8 –  Com quem você nunca dividiria a mesa?
Com gente chata que reclama da vida. A hora da refeição é sagrada!

9 –  Qual o grande momento de uma refeição?
O primeiro contato com ela. O cheiro no corredor, o primeiro toque dela com a língua, a primeira respirada a fundo depois…

10 –  Você só frequenta restaurantes indicados?
Pelo contrário. Gosto de buraquinhos. De gente que faz um ótimo trabalho sem grandes alardes.

11 –  Alho ou cebola?
Cebola. Enquanto todo mundo acha que é um tempero, eu uso como ingrediente. Conserva de cebola roxa. Risoto de cebolas tostadas… Aquela cebola assada na churrasqueira. Amo muito.

12 –  Qual cor desperta mais os sentidos à mesa?
O “douradinho” das coisas. A crosta da carne assada.

13 –  Um molho bom e simples é…
Tomate, azeite e manjericão.

14 –  Um condimento….
Ervas! Frescas da horta da janela!

15 –  Fiasco na cozinha é…
Queimar a mesma coisa duas vezes. Fiz isso com a tarte tartin do Lolita, no meu primeiro mês na cozinha, há 12 anos. E ela era tão demorada para fazer que acabei passando o dia todo só fazendo isso. Lembro da vergonha que senti até hoje.

16 –  O que faria se você fosse obrigado a viver apenas de comida congelada?
Choraria.

17 –  Feira, supermercado ou quitanda?
Feira. Onde dá para conversar com o dono da banca e ver o orgulho do ingrediente nos olhos dele.

18 –  Quando uma receita é cafona?
Quando ela é sem conceito, confusa. “Complicar uma receita é a melhor maneira de esconder uma falta de talento”, Michel Bras, chef do restaurante Bras, em Laguiole, França.

19 –  Já se arrependeu de algo à mesa?
Acho que não. De vez em quando me arrependo de comer demais.

20 –  Quando um comensal se torna chato?
Quando ele cria muitas restrições. Ou pede para mudar tudo no prato que você tanto caprichou.

21 –  Pimenta no olho dos outros é refresco?
Com certeza. A salsinha do vizinho é sempre mais verde.

22 –  Tem medo de comida de avião?
Não. Tenho pena.

23 –  Lembra de alguma receita da vovó?
Almôndegas macias que desmanchavam na boca durante uma visita na casa dela. Eu devia ter uns 11 anos. Descobri que o segredo era o miolo do pão tostado que ela colocava.

24 –  Comida triste é aquela…
sem cor, sem sabor e sem tempero. Feita na rasgueiragem.

25 –  “Tomar café da manhã como um rei, almoçar como um príncipe e jantar como um pobre”. Você concorda com essa orientação?
Concordo. Mas confesso que não tenho disposição para preparar comida para mim logo cedo.

26 –  Cinco comidas proibitivas…
Não tenho. Como de tudo pelo menos uma vez.

27 –  Três sobremesas dos deuses…
pannacotta, cheesecake e souflé de goiabada!

28 –  Já seduziu alguém com comida?
Sim. E tento fazer isso todos os dias!

29 –  Quanto tempo demora para escolher o pedido no cardápio?
Muito. Leio ele todo, gosto de tudo e sofro para escolher uma coisa só.

30 –  Você guarda receitas?
Sim. De várias maneiras. Mas sempre acabo mudando alguma coisa quando as faço de novo.

31 –  Sopas ou caldos?
Sopas. Pedaçudas.

32 –  Comida que faz pensar é aquela que…
te remete a outras épocas, faz sua imaginação voar. Te faz lembrar de alguém.

33 –  O melhor pão do mundo?
Uma focaccia quentinha, mergulhada num pote de azeite temperado.

34 –  Três assuntos proibidos à mesa?
Política, vegetarianismo e religião. Sem polêmicas em volta da comida.

35 –  Já encontrou algo estranho no prato?
Sim. Tento nem olhar muito.

36 –  Como será a comida daqui a cem anos?
Acho que vai ser sem grandes tecnologias. Feita com o coração.

37 –  Importa-se de comer sozinho?
Não me importo, morei sozinha muito tempo. Mas sem dúvida prefiro comer acompanhada.

38 –  Um queijo?
Taleggio. Com um melzinho de trufas em cima.

39 –  Você come de madrugada?
Sim. Besteiras.

40 –  Molho inglês, shoyu ou Tabasco?
Tabasco. Acende o sabor das coisas. E dá para dosar de acordo com a coragem.

41 –  O que faria com uma jaca?
Enfiaria o pé!

42 –  Qual o garçom ideal?
Aquele que é atencioso sem ser intrometido.

43 –  Você tem fome de quê?
De sabores simples.


Posts Relacionados

  • Papo com IldaPapo com Ilda Já comentei na minha coluna Carlota Express na Mit FM a ótima notícia da chegada da Ilda Vinagre ao Brasil e, mais especificamente, às […]
  • Quiz Benny NovakQuiz Benny Novak Benny Novak é o se pode chamar de empreendedor (e dos bons). Há pouco tempo na cena gastronômica, o chef, que estagiou em Londres, é […]