Mamma Mia!


Semana passada recebi um email avisando do reconhecimento da cidadania italiana da minha família. Agora somos tutti buona gente até no passaporte :o) Apesar de sempre usar o Pernambuco como assinatura, meu nome completo é Carla Beatriz Danesi Pernambuco. Danesi é o plural de Danese, que era como se chamavam as pessoas da região da atual Dinamarca. A passagem de ser dinamarquês para se tornar italiano é uma outra (e longínqua) história, mas a vinda dos Danesi pro Brasil está diretamente relacionada à minha origem, ao lugar onde nasci. Minha infância no Rio Grande do Sul foi repleta de influências e hábitos italianos. E foi por meio de uma amiga, a fashionista de primeira e bella ragazza Letícia Piazza Toniazzo, que recebi dicas preciosas sobre uma das cidades mais italianas do estado, Caxias do Sul. Confesso que tenho esse vício de interpelar as pessoas sobre suas cidades e guardar todo tipo de informação. Então vamos ao tour gastronômico, com cheirinho de infância pra mim, comentados pela Letícia. Pra terminar, uma receita de uma carbonara pra comer de joelhos… Mamma mia!


Restaurantes

Andrea’s
Bem tradicional, de filés. Também tem perdiz, massa, polenta. Amo muito!

Alvorada
Pra mim o melhor galeto da cidade. Quando chego em Caxias, é a primeira coisa que peço para comer.

Trattoria Pastine
Muito bom! O dono é filho do dono da cantina La Onda, especializada em carnes de caça. Minha família sempre encomendava faisão ou javali lá.

Havana
Bar/balada que tem um restaurante muito interessante!

Doceira

Stella
É a mais antiga da cidade. Amo principalmente porque lembra minha infância.

A confeitaria
Essa é mais nova e mais refinada. Fui lá uma vez e gostei bastante!

Pizzaria

Arte in Pasta
Só tem delivery. Meu irmão disse que é a melhor pizza da cidade. Dizem que o dono encomenda todos os ingredientes diretamente da Itália.

Granpiacer
Muito boa. A dona, Paula Murator, trouxe a franquia do Restaurante Fratello Sole, de Porto Alegre, para a cidade.

Sorveteria

Stella
De novo ela! O melhor sorvete de Caxias do Sul é o dessa confeitaria.

Para deixar tudo melhor, a mamma da Letícia, a Dona Maria Elena, nos enviou “uma tentativa de formalização” (palavras dela) da receita de Carbonara rústica. Fantástica, deliciosa!


Carbonara Rústica

Ingredientes

  • 500g de massa seca (industrializada) tipo spaghetti
  • 350g de pancetta cortada em cubos pequenos (na falta desta, use bacon)
  • 2 colheres (sopa) de cebola picada
  • 1 colher e meia (chá) de alho picado
  • 2 colheres (sopa) de salsa picada
  • 1 colher e meia de cebolinha picada
  • 2 colheres e meia de manjerona picada
  • 3 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado
  • 2 colheres (sopa) de pão dormido ralado
  • 4 ovos (2 inteiros e 2 gemas), batidos com sal e pimenta moída na hora
  • azeite

Modo de Fazer
Aqueça duas a três colheres de azeite e nele refogue a cebola em fogo baixo. A seguir, acrescente o alho e refogue-o, sem deixar dourar. Junte a cebolinha e depois a salsa e a manjerona. Refogue rapidamente.
Ao mesmo tempo, doure, em uma frigideira grande,a pancetta e, quando ela estiver crocante, acrescente os temperos já refogados e o pão ralado, mantendo-os em fogo moderado.

Enquanto o spaghetti cozinha em abundante água salgada, em uma tigela, bata os ovos, junte o queijo e tempere com sal e pimenta.
Escorra o spaguetti (al dente*), coloque-o na frigideira onde estão os temperos, misture bem e acrescente, na sequência, os ovos, mexendo com garfos de madeira para que se distribuam de maneira uniforme por toda a massa. Mantenha no fogo moderado por alguns poucos minutos para tomar gosto.
Sirva a seguir.

*Ao definir o ponto de cozimento da massa, deve-se ter em conta que ela voltará ao fogo, ainda que rapidamente.


Posts Relacionados

  • À milanesa, com Fernando LombardiÀ milanesa, com Fernando Lombardi Conheci o Fernando Lombardi no início dos anos 90, na minha casa na Leonard St em Tribeca, um loft super gostoso que alugamos assim […]
  • Sobrevivendo no SulSobrevivendo no Sul Pra quem está acostumado a frequentar os melhores restaurantes italianos aqui em São Paulo, onde é possível conhecer um pouco da […]