Amar(anto) é…

Eu deveria postar este vídeo e não dizer mais nada. Mas, como vocês já sabem, não consigo não emitir algumas opiniões, ainda mais quando o assunto é tão fascinante. Outro dia no supermercado vi um lançamento de pão de forma, que continha como ingrediente principal o amaranto, e decidi pesquisar um pouco mais sobre o cereal. Já tinha ouvido falar dessa “nova” quinoa e principalmente de suas propriedades nutritivas, mas ao ver este vídeo percebi quantas mais coisas podem estar relacionadas a um simples produto de consumo.

A reportagem é linda, muito bem filmada e editada. Ela me transportou para um pedacinho da zona andina da América do Sul, mais especificamente para a província equatoriana de Imbabura. Ouvir as explicações dos habitantes locais (inclusive em quechua) e ver as paisagens e os rostos dos trabalhadores me encheram a alma. Me senti conectada de alguma maneira a estes povos, que de certa forma estão incluídos neste mundo globalizado, mas que ainda estão lutando para redescobrir sua própria cultura.

A valorização dos produtos da terra, o resgate das tradições e a evolução do conhecimento: temas profundos nos quais o vídeo se baseia para contar de forma leve e didática o que é o amaranto. Não vou falar mais porque não quero estragar o prazer dos quem tiverem pouco mais de 10 minutinhos para parar e aprender algo sobre este alimento com os descendentes dos maias, que o consideravam sagrado. Aproveitem!


Posts Relacionados

  • Al-fajorAl-fajor No tempo em que ir pra Argentina era mais parecido com ir para a Europa, era comum ver os brasileiros voltarem de lá com a tradicional […]
  • Batata dietBatata diet O que há em comum entre Picasso, Monalisa e Asterix? Não siga adiante se não parou e pensou, nem que seja por 10 segundos... Eu deveria […]