Diga-me como é seu café da manhã…

Eu confesso: apesar de estar sempre pensando em receitas, criando pratos e cozinhando especialmente para almoços e jantares, eu sou apaixonada por um belo café da manhã. Tanto que dei um jeitinho de, junto com a Carol Brandão, colocar opções bem caprichadas no Las Chicas com a ideia de fazer de lá um lugarzinho agradável que também trata com muito cuidado e carinho da primeira refeição do dia.

E quanto mais você capricha no seu café da manhã, mas você se apaixona e valoriza o seu desjejum… não é uma delícia acordar e ver uma mesa arrumadinha, com uma louça delicada, sentir o cheiro do café fresco e tirar do forno um pão quentinho? Nos hotéis, não à toa, esse acaba sendo um dos principais atrativos.

Durante minhas viagens sempre presto atenção nisso, em como vou começar meu dia, que normalmente é longo e de muita bateção de perna. E quanto mais ando pelo mundo, mais surpresas coleciono. Algumas são, aliás, muito estranhas… pelo menos para uma brasileira. Já imaginou acordar e provar pedaços de peixe e carne de porco picantes com arroz?

Recebi de um amigo o link abaixo com fotos (lindas!) de 50 variedades de cafés da manhã servidos pelo mundo. Me arrisco a dizer – me arrisco, não, digo com certeza, afinal inúmeros livros sobre comida publicados por aí são verdadeiros estudos antropológicos, como o História da Alimentação no Brasil, por exemplo, escrito pelo historiador Luis Câmara Cascudo – que é possível (e prazeroso) descobrir inúmeros aspectos de uma cultura apenas analisando a imagem de cada prato de café da manhã reunido nesse link.

Então, delicie-se e tenha um bom dia!

http://designyoutrust.com/2011/10/18/50-of-the-world%E2%80%99s-best-breakfasts/


Posts Relacionados

  • O minhocão é nosso!O minhocão é nosso! Como muitos já sabem, neste final de semana, em São Paulo, acontece mais uma edição da Virada Cultural, uma iniciativa muito legal da […]
  • Da arte de servirDa arte de servir “Sexta-feira, cheguei em São Paulo de carro e precisava fazer uma ligação pelo celular para confirmar um encontro. Mas a bateria tinha […]