A minha cozinha maravilhosa de Ofélia!


A revista Prazeres da Mesa do mês de março traz algumas matérias em comemoração ao mês Internacional das Mulheres. Uma delas homenageia duas grandes figuras da gastronomia brasileira: Ofélia e D. Benta. E, para essa homenagem, a revista convidou duas chefs para interpretarem receitas desses dois ícones da cozinha. Eu fui chamada para fazer as minhas versões dos pratos publicados no livro A Cozinha Maravilhosa de Ofélia. E Fabiana Cesana recriou algumas receitas do livro Dona benta – Comer bem.

Conheci Ofélia pessoalmente em 97, quando ela me convidou para cozinhar em seu programa. Na ocasião, ela me deu de presente um de seus livros, com uma graciosa dedicatória. No nosso encontro seguinte, a história foi mais engraçada. Fui ao lançamento de mais um de seus livros, conversamos e ela autografou a minha publicação. Ao chegar em casa, porém, vi que, em outra página, havia mais um autógrafo, só que destinado a outra pessoa. Achei a confusão divertidíssima e guardo com carinho até hoje o livro que não era pra mim.

Ofélia foi a precursora desses programas de culinária que conhecemos hoje. E mais do que isso, ela foi simplesmente a personagem principal do primeiro programa feminino da televisão brasileira, transmitido pela TV Santos, em 1958. Era encantador observar o quanto ela era apaixonada pela cozinha e o prazer que tinha em ensinar. Uma paixão que a acompanhava desde menina. Sempre priorizando receitas caseiras, que abordam técnicas mais clássicas, Ofélia publicou 14 livros.

Nesse projeto com a Prazeres – que, aliás, adorei fazer – escolhi receitas que fazem parte do dia a dia do brasileiro. A partir disso, tentei aproximá-las ao meu jeito de cozinhar, dando toques étnicos e contemporâneos tanto ao sabor quanto à apresentação dos pratos. Foi o caso dos rolinhos de carpaccio recheados com mix de castanhas sobre um creme de parmesão, do gnocchi de ricota com creme de abóbora e ervas, e ainda das sobrecoxas de frango picantes e laqueadas. Entre os doces, escolhi a deliciosa cuca de banana, com receita mais leve do que a original, ideal para ser servida com sorvete de gengibre, canela ou coco; e o docinho de abóbora com coco, sempre irresistível!


Posts Relacionados

  • Jogando fora de casaJogando fora de casa No final do ano passado me internei nos estúdios da FOX em Buenos Aires para dez dias de trabalho, jornada tripla. Confesso que em […]
  • Omelete gaúchoOmelete gaúcho Comida, ilustração, São Paulo, Rio Grande do Sul, gastronomia, publicidade, internet. Estas podiam ser as tags deste blog. Mas, na […]