Claude para todos os gostos


Sou fã do Claude Troisgros há um bom tempo e isso não é segredo pra ninguém. Minha história com ele vem de longa data, quando morávamos todos em NY. Nessa época, eu estudava culinária, trabalhava e ainda era correspondente da Elle. E foi para uma das matérias para a revista que entrevistei o Claude e conheci essa figura tão cativante, inteligente e bem-humorada: virei fã imediatamente.

E justamente por toda essa história e admiração que, sempre que posso, vou fazer uma visitinha a um de seus restaurantes no Rio. Dessa vez fui a dois e fiquei encantada com essa nova safra de Claude: CT Trattorie, inaugurado há semanas, e CT Boucherie, que abriu há cerca de um ano, ambos em parceria com seus filhos Carolina e o também chef Thomas Troisgros.

A trattorie, recém inaugurada, traz no cardápio uma mistura criativa das cozinhas italiana e francesa, inspirada na história de sua mãe Olympe, italiana que se refugiou com a família em Paris durante a 2ª Guerra Mundial e, como num bom romance, conheceu por lá Pierre Troisgros, mestre da nouvelle cuisine, com quem se casaria alguns anos depois.

Aliás, foi Pierre, exímio açougueiro, que passou os seus conhecimentos de “boucher” ao filho Claude, facilmente reconhecidos em seu outro empreendimento, a CT Boucherie que, com apenas um aninho de vida, já virou um dos meus lugares favoritos na cidade por inúmeros motivos: o charme e a despretensão do lugar, a excelente comida, o serviço, impecável… impressionante como tudo ali funciona perfeitamente.

Fiquei em dúvida sobre o que gostei mais na Boucherie, se foi da variedade dos molhos que vêm à mesa em jarrinhas e potinhos, ou a farra nos acompanhamentos, que incluem purê de maçãs com maracujá, chuchu gratinado com queijo ementhal, cuscuz marroquino, farofinha crocante, risotinho de quinoa com pupunha, polenta com agrião…ufa! Tudo isso para destacar ainda mais a estrela da refeição: um belíssimo prime rib.

Portanto, essa é a minha dica para se comer bem no Rio de Janeiro: vá atrás do Claude! Em qualquer dos restaurantes desse querido (que inclui ainda o Olympe e a CT Brasserie) você terá uma experiência deliciosa e que vai ficar na lembrança, pode apostar!


Posts Relacionados

  • Da arte de servirDa arte de servir “Sexta-feira, cheguei em São Paulo de carro e precisava fazer uma ligação pelo celular para confirmar um encontro. Mas a bateria tinha […]
  • Hasta la vistaHasta la vista Por um lado a análise romântica (ora eufórica, ora sofrida) de manter vivo um negócio por mais de 10 anos. Do outro,  a visão negocial, […]