Pra quem vem de bici, é mais barato


Durante as gravações de uma série de três comerciais que estou fazendo para a Citroën, filmamos algumas cenas no Mercado Apanã.
Eu, particularmente, fiquei muito bem impressionada com a qualidade dos produtos apresentados por Ana Barini.
Ana é psicóloga com formação psicanalitica – com consultório e tudo que tem direito.
Ai, o marido abriu o Mercado e Ana mergulhou de cabeça.
Sem dúvida, uma perda no mercado da psicologia, mas um ganho muito especial no mercado culinário.
Eles fazem um trabalho de gente grande. Atendendo cuidadosamente uma das mais delicadas tendências da culinária mundial: Saúde.
Das prateleiras à comida servida, orgânicos e integrais combinados, oferecendo requintados sabores.
Os produtos em sua maioria, são feitos com ingredientes orgânicos, sem açúcar refinado, integrais, sem conservantes, focados no seu valor nutricional.
Tem algumas coisas que eu achei o máximo, por exemplo: se você for às compras de bicicleta, tem 5% de desconto, tem delivery, você compra a hora que puder – tipo durante o almoço – no final do dia da uma passadinha de carro e eles entregam na frente da loja – tipo um Drive Thru. Ana e sua turma estão sempre na busca de novas ideias para facilitar as coisas.
Almocei por lá … provei e me deliciei.
Comi um pastel recheado de abóbora com verduras massa integral dos deuses. Grão de bico com legumes, salada de quinua com beterraba, pepino com iogurte e hortelã, torta de tofu e legumes e açafrão da terra (tipo quiche) e uma salada feita de brotos – grãos germinados de lentilha, alfafa, grão de bico e feijão, de sobremesa -bolo integral de banana, uva passa, castanha e especiarias.
Quer mais? Vai lá que tem muito mais. A linha de pimentas e chutneys é maravilhosa. Comprei vários.
O fato de ser um restaurante – em sua essência – vegetariano  (com opções para uma dieta vegana levadas muito a sério) não impede que a comida tenha uma identidade própria e um delicado e sofisticado acabamento. Tem a pureza quase ingênua da comida vegetariana mas com uma viagem pelo mundo dos sabores que dão uma forte personalidade.
Outra coisa que me chamou muito a atenção é a transparecia em relação aos fornecedores. Isso também é uma tendência mundial e atende um requisito dos responsáveis pela alimentação mundial que é a rastreabilidade. Eu já falei sobre isso num outro post, referindo-me ao restaurante Ponte Nova em Recife que tem, no cardápio, a lista de seus fornecedores.
Os pães são maravilhosos. A chef Martha Tatini não economiza talento para criar combinações interessantíssimas.
Grãos, passas, farinhas, legumes, verduras, sucos, chás e mais um mundo de produtos alinhados conceitualmente. Da mesa às prateleiras, opções de alimentação saudável.
O Mercado Apanã fica em Perdizes, na Rua Turiassú, 1645 e em breve teremos mais uma loja na Augusta.

O Site é www.apana.com.br e tem face book: www.facebook.com/mercadoapana.
Virei fã de carteirinha.
Parabéns Ana, Martha e toda a equipe.

Olha essa maravilha que eu peguei no site:


Caneloni de Abobrinha com Molho Branco Vivo

Molho Branco “Vivo”

Ingredientes:

  • 200 g de castanha-do-Pará
  • ½ coco seco fresco
  • 1 litro de água mineral ou água de coco
  • Sal e pimenta do reino a gosto
  • Noz moscada (opcional)

Modo de Preparo:
Hidratar as castanhas de um dia para o outro.
Desprezar a água do molho e bater no liquidificador com os demais ingredientes.
Acertar o tempero e servir.

Opcional: refogar um pouco de cebola no azeite e bater junto no liquidificador com os outros ingredientes.

Para o Caneloni

Ingredientes:

  • 4 abobrinhas
  • 1 abóbora japonesa
  • Tomilho fresco
  • Macis a gosto
  • 3 colheres de azeite
  • ½ cebola picada
  • Sal a gosto

Procedimentos

Corte a abóbora ao meio, retire as sementes, embrulhe no papel alumínio e leve ao forno a 180C por 30 minutos.
Fatie as abobrinhas no sentido do comprimento e reserve.
Amasse a abóbora assada e reserve.
Refogue a cebola no azeite e adicione a abóbora amassada.
Junte os demais temperos e misture bem.
Coloque um pouco do purê de abóbora numa das extremidades da fatia de abobrinha e enrole.
Disponha numa travessa refratária e coloque o molho branco vivo por cima.
Leve ao forno somente até amornar e sirva imediatamente.

Carla Pernambuco 


Posts Relacionados

  • Lasanha da mammaLasanha da mamma Recentemente a Veja São Paulo publicou um levantamento que mostra os pratos preferidos dos paulistanos. Não fiquei surpresa ao ver que […]
  • Gnocchi do PantaleãoGnocchi do Pantaleão Dia 29 é dia de nhoque. Dia de uma simpatia que promete fortuna e boa sorte. A receita é muito simples: Ingredientes: Um […]