Suri: ceviches multiculturais e clima cool em Pinheiros


Finalmente fui conhecer o Suri, cevicheria deliciosa que fica quase na frente do Chou, em Pinheiros. Adorei! Salão pequeno, com poucas mesas e balcão confortável, super cool! Naquele dia, o chef Dagoberto Torres estava testando alguns pratos para um festival de pimentas que vai participar e nós – eu e minhas chicas – aproveitamos para provar tudo em primeira mão!

O menu tem mais de dez ceviches, cada um com um sotaque bem diferente. O Dagoberto é colombiano e um de seus objetivos é mostrar que o prato pode comportar infinitas influências, indo além do clássico peruano, mais conhecido em São Paulo. Provei, por exemplo, um ceviche com ares indianos, o Goa, com molho de curry feito na própria casa acompanhado de tortillas de arroz fritas, e o Tigarah, de acento oriental, que leva um salteado de cogumelos, ciboulette e ovas de massagô, servido com pasteizinhos de vento. Tudo fresquíssimo, com peixes e frutos do mar comprados dia sim, dia não no CEASA.

Começamos com uma rodada de pisco sour e arepas, que são discos de milho branco fritos cobertos com costelinha de porco desfiada e guacamole, uma receita típica da Colômbia. Provamos em seguida dois pratos do festival, um carpaccio servido com molho de pimenta chipotle e um siri mole empanado acompanhado de polenta e molho bisque picante. Além dos ceviches o cardápio tem vários petiscos e pratos quentes. Experimentamos ainda um pintado grelhado com molho cremoso de coco, gengibre e coentro, servido com arroz cozido no leite. Finalizamos com bolo de três leites e abacaxi!

Tudo estava muito gostoso e interessante, dá para perceber que o chef é bem cuidadoso.

Saí de lá com vontade de conhecer ainda mais a pouco conhecida culinária latino-americana e sei que vou voltar muitas vezes para provar o resto do menu! O preço, ainda por cima, é super justo. Agora, a próxima parada é a Sabores de mi Tierra, outra casa de Dagoberto que acaba de abrir, totalmente dedicada à culinária colombiana, com clima de garagem e comida de rua.

Prometo depois contar tudo aqui!


CEVICHE GOA
Tempo de preparo: 50 minutos
Rendimento: 2 pessoas

Ingredientes:

Tortilhas fritas de arroz

  • 1 colher (sopa) de azeite
  • ½ tomate picado em cubos bem pequenos
  • 1 talo de cebolinha cortada em rodelas finas
  • 2 ovos
  • 2 xícaras (chá) de arroz já pronto
  • 1 pitada de sal

Molho de curry verde

  • 1 colher (sopa) de curry verde em pó ou pasta
  • ¼ de xícara (chá) de leite de coco
  • 1 talo de capim-santo

Ceviche

  • 140 g de peixe branco
  • 60 g de camarão cozido
  • 60 g de lula cozida e cortada em anéis
  • 1 colher (café) de sal
  • ¼ de pimenta bode picada em pedaços bem pequenos
  • 2 colheres (sopa) de molho de curry verde
  • 2 pedras de gelo
  • ¼ de xícara de suco de limão
  • ¼ de cebola roxa cortada em lâminas finas
  • 4 folhas de coentro picadas
  • 2 colheres (sopa) de leite de coco

Modo de preparo

Tortilhas fritas de arroz
Com a metade do azeite, refogue o tomate e a cebolinha, e adicione a pitada de sal. Acrescente à mesma panela o arroz, mexa e retire do fogo rapidamente. Adicione os ovos, misture bem e reserve. Aqueça uma frigideira antiaderente com o azeite. Com ajuda de uma colher, espalhe a mistura sobre toda a superfície da frigideira, fazendo uma panqueca de aproximadamente 1 centímetro de altura. Doure em fogo baixo os dois lados da tortilha. Tire do fogo, corte em triângulos e reserve.

Molho de curry verde
Em uma panela pequena, adicione o curry verde. Esmague o talo de capim-santo para que solte seu aroma e também o insira na panela. Acrescente o leite de coco, misture bem e leve ao fogo médio até começar a ferver. Retire do fogo, tampe e deixe descansar por 30 minutos. Reserve.

Ceviche
Corte o peixe em cubos de 2 centímetros e coloque-os em uma tigela com o camarão e a lula. Tempere com o sal e a pimenta. Junte o gelo e o limão, para começar o processo de cocção do peixe, e mexa continuamente. Adicione o molho de curry verde, a cebola roxa, o coentro e o leite de coco, sem parar de mexer, que é para o peixe cozinhar por igual e o leite de coco não talhar. Quando o gelo terminar de derreter, está pronto. Experimente e coloque, se necessário, um pouco de água para equilibrar a acidez. Acerte o sal. Sirva com as tortilhas fritas de arroz.


Posts Relacionados

  • Antes tarde do que nuncaAntes tarde do que nunca Como faço parte do novo elenco do Aprendiz Empreendedor , na posição de conselheira do João Doria Jr., tenho frequentado o World Trade […]
  • Jantar do KaáJantar do Kaá Nesta terça, tive o prazer de ser um dos 25 chefs convidados para compartilhar a mesa com o grande Alain Ducasse no restaurante Kaá. O […]