É canja, é canja, é canja de galinha …

8 de Outubro, 22h15min: Capítulo Inédito de Brasil no Prato no Canal Bem Simples.

Quem pode dizer não ter pelo menos uma sopa na memória?

O creme de aspargos da tia Mercedes, o sopão da avó Maria, o puchero da Dona Marlene, o creme de ervilha que a empregada da tia Carmem fazia, a sopa de cebola da tia Dulce, o missoshiro do restaurante japonês, o caldo verde da velha tasca na Nossa Senhora de Copacabana ou o tacacá do Ver-o-Peso.

Caldo, creme, sopa, rala, encorpada, de carne, legumes, peixe, algas, tofú ou seja lá o que for, é uma das mais antigas refeições da humanidade. Cada continente, país ou região, tem sua sopa típica, popular .. sua marca registrada. Os brasileiríssimos Caldo de mocotó, Caldinho de feijão, Bambá de couve, o Missoshiro, o Caldo verde português, o Bortsch russo, Oxtail (sopa inglesa de rabada), uma típica sopa de cebola francesa (Soupe à l’Oignon), o Canh Chua dos vietnamitas, o espanholíssimo Gazpacho, o Puchero platino (que mais se assemelha a um belo cozido de legumes e carnes variadas) ou um legitimo e universalizado Minestrone italiano. Mas tem uma que tem gosto de carinho … um delicioso carinho que se toma quando a gente esta dó-doi. É a clássica e imbatível “Canja-de-galinha”.

Como entrada para uma rodada de comida italiana numa galeteria típica, como opção leve em alguns restaurantes de beira de estrada, como opção ligth para uma aconchegante noite de inverno ou para restabelecer a saúde de um paciente amado, canja de galinha é tudo de bom. Rápida, saudável, nutritiva, leve, saborosa e convenhamos .. uma baratíssima solução.

Canja de Galinha
4 porções

150 g de arroz branco
1 kg de peito e sobrecoxa de frango
2 batatas descascadas e picadas
1 cebola pequena picada
1 litro de caldo de frango (receitas adicionais)
1 talo de salsão picado
1 colher de chá de salsinha picada
1 cenoura picada
Óleo de milho
Sal

Salteie a cebola em um fio de óleo, junte o frango, o sal e o salsão e salteie por mais alguns minutos.
Cubra com o caldo de frango e acrescente a cenoura e as batatas. Deixe ferver por 10 minutos, adicione o arroz e deixe cozinhar por mais 30 minutos.
Acerte o sal e, se necessário, acrescente um pouquinho de água ou caldo de frango. Adicione a salsinha e sirva.

 


Posts Relacionados