Pomo d’Doro

O tomate é pouco calórico e é considerado a maior fonte de Licopeno disponível.

O Licopeno é a substância que dá a cor avermelhada ao tomate, melancia, goiaba e outros alimentos.
É um poderoso antioxidante que – absorvido pelo organismo – protege e repara as células dos danos causados pelos radicais livres. Relatos científicos o definem como um eficiente protetor da próstata e dos pulmões.
Apesar de ser – diretamente – associado à cozinha da Itália, o tomate já era um ingrediente conhecido nas culinárias das civilizações Inca, Maia e Asteca (antes de ser levado para a Europa). Faz parte do extenso rol de alimentos da América (pré-colombiana) assim como as batatas, os vários tipos de milho e feijões, o abacate, o cacau e uma infinidade de frutas .
Os primeiros registros da presença de tomates no Velho Mundo, apontam para Sevilha (Espanha), no século XVI, que era um dos principais centros de distrubuição comercial para toda a Europa, principalmente Itália e Países Baixos. Os italianos logo batizaram o fruto de “pomo d’oro”.
Para alguns europeus, o tomate era tido como venenoso e por fazer parte da família das Solanáceas, como as Mandrágoras, eram cultivado para efeitos ornamentais e também usados em feitiçaria.
A boa culinária tem muito de magia mesmo. A energia dedicada e amorosa de quem cozinha é um ingrediente indispensável e faz toda a diferença.
Pé na cozinha, fé na cumbuca e vamos transformar alguns tomates num inesquecível molho para um Robalo com Polenta.

Robalo Grelhado com Molho Putanesca e Polenta Cremosa
8 porções

• 8 porções de robalo de 200 g cada uma
• 12 tomates sem pele e sem sementes cortados em 8
• 1/3 xícara de minialcaparras
• 1/3 xícara de azeitonas pretas fatiadas
• Azeite extravirgem
• Galhos de manjericão para decorar
• 1/2 receita de polenta cremosa (veja p. 157)
• Sal e pimenta moída na hora

Tempere as porções de peixe com sal, pimenta e azeite, grelhe-as e, se necessário, finalize no forno.
Aqueça 1/3 xícara de azeite em uma frigideira, junte os tomates, as alcaparrinhas e as azeitonas, acerte o sal e salteie apenas por cerca de 5 minutos para que os tomates não desmanchem. Sirva o peixe sobre a polenta e os tomates sobre o peixe. Decore com folhinhas de manjericão.


Posts Relacionados

  • AMARANTOAMARANTO Nas reviravoltas da alimentação humana, surgem --de modo contínuo-- novidades, descobertas e “recuperações”. O amaranto poderia se […]
  • Uma ideia saborosa, saudável e refrescanteUma ideia saborosa, saudável e refrescante Iogurt e coalhada a qualquer hora do dia A coalhada sempre recomendação para quem tem dificuldades intestinais. É indicada para […]