Bardana

E viva a bardana!

Há tempos que venho pensando na bardana. Conhece? Bom, bardana é uma planta originária da Ásia e que tem sido largamente difundida pelo mundo afora, devido à proliferação de restaurantes japoneses. Mas nem pense que esse vegetal é uma exclusividade nipônica: os gregos já a utilizavam como remédio, e na Idade Média era incluída em fórmulas curativas.

Aliás, todas as partes da planta eram usadas como medicamento: as folhas (que são bactericidas e antisépticas), depois de maceradas, viravam cataplasmas para tratar doenças de pele ou aliviar picadas de insetos.

No Brasil, entretanto, mais devido à presença dos imigrantes japoneses, a bardana é bastante utilizada na culinária. No Japão, chega a ser mais popular que a cenoura. Com ela, preparamos tempurás, sopas, ou podemos apenas refogá-la em óleo de soja, cozinhá-la com arroz ou em guizados diversos.

Minha preferência é pela bardana em conserva, que geralmente surge como entrada nos restaurantes japoneses. Basta descascar a raiz crua, raspá-la levemente com faca, lavar, cortar em filetes (ou no ralo grosso), depois cobrir com pasta de soja (missô) e conservar na geladeira. Fica perfeita para comer com arroz branco ou como salada.

Popularmente a bardana tem uma série de nomes: erva dos tinhosos, pegamassa, pegamasso, pegamoço, carrapicho grande, orelha gigante. Mas eu ainda prefiro chamá-la apenas “gobô”, como fazem os japoneses.

Importante saber ainda que ela é fonte de proteínas, glicídios, fibras, cálcio, fósforo, ferro, riboflavina, niacina, vitaminas A e B1, além de muitos sais minerais. Cem gramas fornecem apenas 82 calorias. Para encontrá-la, basta procurar em lojas de produtos japoneses, cooperativas agrícolas e feiras livres.


Posts Relacionados

  • Verde que te quero verdeVerde que te quero verde Aqui no Brasil muita gente costuma chamá-la de “couve mineira”, por ter sido lá nas Gerais que o cultivo dessa planta se disseminou […]
  • Cenoura orgânicaCenoura orgânica Um vegetal vale-tudo Adivinhe quem está de volta com força total na culinária moderna? A cenoura. Esse popular vegetal-raiz, […]