Copa & Cozinha: Espanha

Paella: te gusta?

Se a Espanha fez feio na Copa, pouco me importa. Prefiro lembrar desse país por algo bem mais interessante: a paella.

Essa tradicional receita feita à base de arroz é originária da região de Valência, sendo considerada um símbolo da cultura local. Existem pelo menos três tipos bem conhecidos da paella (sem contar com suas derivações): a Valenciana, a com frutos do mar e a Mista.

A primeira consiste em arroz branco, vegetais, carnes, ervilhas (ou outros tipos de grãos sazonais) e temperos. A paella com frutos do mar retira as carnes vermelhas, grãos e vegetais, tornando-se mais “temática”. A paella mista é “free-style”: mistura carnes, frutos do mar, vegetais e grãos. Em todas, existem dois ingredientes considerados importantes: açafrão e azeite. Seu preparo ganhou até uma panela especial, chamada de paellera: é redonda, bem ampla e feita de metal polido. Essa panela deve sair do fogo e vir à mesa, dando aspecto de banquete e celebração.

Alguns historiadores apontam a origem desse prato na cozinha moura, etnia que dominou os ibéricos por quatro séculos. A paella seria um prato que os árabes faziam para assinalar a partida do ser amado rumo a alguma viagem longa. Seria uma forma de demonstrar carinho e encher a pança do bem-amado, fosse dama ou cavaleiro. O arroz por volta do século 15 se tornou um ingrediente muito popular, por ter sido cultivado pelos mouros nos aquedutos romanos encontrados no sul da Península Ibérica. Isso estabeleceu o hábito de se comer arroz na Espanha.

No século 19, as paellas eram tão difundidas que os jornais espanhóis chamavam qualquer receita feita em panela como “paella” –quase sinônimo de “comida” ou de “refeição”. No século 20, a popularidade da paella adquiriu dezenas de outras formas de preparos regionais, algumas incluindo até salsichas, ostras, chouriços e pimentas.

Os valencianos até hoje torcem o nariz para esses “desvios” culinários de seu prato tradicional e dizem só existir uma paella: a de Valencia. Eu prefiro todas. Inclusive inventar paellas à moda de cada pessoa. Que tal? Tente. Seja diferente. Invente a sua paella. Só não se esqueça de caprichar no açafrão e no azeite.


Posts Relacionados

  • Borsch veggie geladaBorsch veggie gelada Cores e sabores da Ucrânia Em 2009 fui convidada a coordenar dois banquetes na Semana de Cultura Brasileira que acontecia na […]
  • Moqueca é Brasil no PratoMoqueca é Brasil no Prato Hoje, às 22h15min. tem Brasil no Prato no Canal Bem Simples e na Fox Life Moquém: do Tupinambá mo-ka'ẽ - fazer tostado, enxuto. As […]